A governadora Izolda Cela (sem partido) enviou para a Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), nesta segunda-feira (1º), um projeto de lei para reduzir de 18% para 15% o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o etanol combustível. O texto deve ser analisado e aprovado pelos deputados estaduais antes de ser sancionado.

Recentemente, no último dia 12 de julho, a governadora sancionou lei aprovada pela Assembleia que reduziu para 18% a alíquota do ICMS sobre combustíveis, energia, transportes coletivos e comunicações.

Segundo entrevista concedida pela secretária estadual da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, ao colunista Samuel Quintela, do Diário do Nordeste, só essa redução deve fazer com que cerca de R$ 1,5 bilhão deixem de entrar nos cofres estaduais neste semestre, o que pode afetar investimentos em áreas como educação, saúde e segurança, por exemplo.

Diário do Nordeste contatou o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Ceará (Sindipostos-CE) para saber quanto a redução do ICMS sobre o etanol pode baratear o litro na bomba, se aprovada, e aguarda retorno. 

REDUÇÕES EM OUTROS ESTADOS

De acordo com a Agência Brasil, estados como São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Goiás, Rio de Janeiro e Santa Catarina já anunciaram projetos de lei para reduzir a alíquota do ICMS sobre etanol hidratado.

Em São Paulo, por exemplo, a queda foi de 13,3% para 9,57%, o que deve provocar um impacto de R$ 563 milhões na arrecadação estadual até o fim do ano e uma redução de R$ 0,17 no valor na bomba.   

Site: Diário do Nordeste

 

0 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA