O escritório local da Empresa de Assistência e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), no Crato, deu início na semana passada às entregas das sementes do Projeto Hora de Plantar. A Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) investe na 35ª edição do projeto cerca de R$ 20 milhões de recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

Cerca de 13 municípios do Cariri, assistidos pelo escritório local da Ematerce, recebem 253 toneladas de milho híbrido; 155 m³ de manivas de mandioca, 4 mil raquetes de palma forrageira, 3.320 toneladas de sorgo forrageiro e mudas de cajú, cajá, manga, goiaba entre outras frutas nativas que serão distribuídas para, aproximadamente, 10 mil agricultores que estão cadastrados no programa.

Para o próximo período a meta do programa é beneficiar cerca de 157.400 agricultores de base familiar na concessão de 2.823,75 toneladas de sementes de diversas culturas. Dentre as sementes serão ofertadas, 386,24 toneladas de milho variedade, 2.087,51 toneladas de milho híbrido, 100 toneladas de feijão caupi e 250 toneladas de sorgo forrageiro.

Pelo Hora de Plantar 2021/2022 serão ofertados ainda 4.710 m³ de semente maniva; 450.000 mudas de cajueiro anão precoce, 7.830 mudas de acerola, 2.440 mudas de cajá, 9.910 mudas de goiaba, 12.070 mudas de manga e 1.710 mudas de umbu cajá; 11.536.500 raquetes de palma forrageira e fornecer 86.900 mudas de espécies florestais nativas.

Além do fundo do Fecop, o Projeto conta ainda com recursos do Tesouro do Estado, contando ainda com um aporte de R$ 819.855,00 do Ministério do Desenvolvimento Rural (MDR) através do programa Repalma.

Site: Governo do Estado

 

0 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA