Uma brasileira que mudou-se para Co Fermanagh nos últimos anos abriu sua própria confeitaria, especializada em bolos para aniversários e outras ocasiões. A psicóloga Lua McGinley já trabalhou na Secretaria de Saúde de Tauá e Sociedade Beneficente São Camilo. 

 Lua McGinley, uma psicóloga qualificada que se mudou para o condado depois de conhecer seu marido Patrick, veio pela primeira vez à Irlanda há três anos para aprender inglês.

Lua abriu seu negócio Doce Lua Cake (doce que significa doce em português) no ano passado, inicialmente apenas fornecendo amigos íntimos e familiares entre Enniskillen e Belcoo.

 No entanto, à medida que seu talento para confeitaria se tornou mais conhecido, ela começou a receber pedidos do público, e o feedback até agora tem sido fantástico, disse Lua.

“Sou brasileira e moro na Irlanda há quase três anos, antes de me mudar para cá trabalhava como psicóloga, mas sempre adorei cozinhar e fazer sobremesas para amigos e familiares”, Lua disse ao MyFermanagh.

 “Uma grande amiga minha do Brasil também era uma confeiteira fantástica, e fiz um curso com ela onde ela me ensinou muito.

“Me mudei para cá para aprender inglês, e o plano era voltar para o Brasil depois de dois anos, mas aí conheci meu marido e foi isso”.

“Eu comecei em novembro do ano passado e se espalhou de amigos e familiares para se tornar maior”.

 “Eu faço bolos para todos os tipos de ocasiões, bolos de aniversário, bolos de casamento, bolos de batizado.”

Falando sobre como ela obtém ideias e inspiração para algumas de suas criações lindamente projetadas, Lua disse que muitas vezes não precisa ir muito longe de seu condado de adoção.

 A confeiteira também acrescentou que vê muitas semelhanças na cultura de seu país natal e onde mora agora.

 “Eu me inspiro onde moro, é lindo e tem muitas flores e natureza.  Nossa casa fica em frente ao lago, então encontro muita inspiração daí”. 

“Quero fazer algo que me faça feliz, porque se for bom para mim, farei isso com amor e paixão, e colocarei todas as minhas boas energias nisso”.

 “Sinto-me muito confortável aqui.  Nosso senso de humor e nossa hospitalidade são bastante semelhantes”.

 “Adoro morar aqui porque é um lugar muito bonito para se morar e me sinto em casa.”

Site: Belfast Live

 

0 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA